segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

VITÓRIA E LIDERANÇA


Uma vitória incontestável. Assim foi o triunfo do Potiguar no POTIba 103, por 1 a 0, sobre o Baraúnas. Resultado que garantiu ao Bicampeão a liderança no primeiro turno, com sete pontos ganhos. A equipe está empatada com o Globo em número de pontos, mais leva vantagens no saldo de gols. Quatro contra três do adversário.

O gol do Alvirrubro foi marcado por Carlos Alberto, estreante no clássico, o atacante marcou o seu primeiro gol com a camisa vermelha e branca. A vitória foi de fundamental importância para o Time Macho, que terá pela frente na próxima quarta-feira, às 20h, no Nogueirão, a equipe do Assu, pela quarta rodada.

O JOGO

Primeiro tempo

Como de costume na atual temporada, o Potiguar começou o jogo buscando abrir o placar logo nos primeiros minutos. Apostamento nas velocidades do meia Radames e do atacante João Manoel, o alvirrubro chegou com perigo logo aos quatro minutos. Após receber passe de Jozicley, João Manoel finalizou, mas o goleiro Érico acabou fazendo a defesa. Aos seis minutos, João Manoel recebeu de Ciel e tocou para Carlos Alberto, mas o atacante foi travado por Cláudio Baiano na hora da finalização.

A dupla de ataque voltou a dar trabalho ao setor defensivo do rival aos oito minutos. Novamente lançado pela esquerda, João Manoel ganhou na velocidade e cruzou para Carlos Alberto, que cabeceou com estilo, mas a bola passou perto da trave esquerda, levando perigo ao gol de Érico. Aos 22 minutos, o técnico Bira Lopes foi obrigado a mexer na equipe, colocando Léo Paulista na vaga de Vitor Leal, que deixou o campo com dores na coxa direita.

Com domínio e maior posse de bola, o Maior do Interior abriu o placar aos 27 minutos. Radames recebeu pela direita e cruzou para João Manoel, o atacante acabou ajeitando sem querer para Carlos Alberto, que acertou um belo chute de primeira no ângulo direito, sem chances para o goleiro do rival. Mesmo com a vantagem no placar, o Potiguar continuou criando oportunidades. Aos 36, Magno cruzou da direita para João Manoel, o atacante cabeceou livre, mas a bola passou a direita do gol.

O primeiro lance de perigo do rival foi aos 40 minutos. Marquinhos Bahia cruzou para Fabinho Cambalhota, que cabeceou fraco e a bola chegou tranquila para Santos. Três minutos depois, Marquinhos recebeu passe de Da Silva e cruzou para Cambalhota, que finalizou na entrada da pequena área para a defesa de Santos.

Segundo tempo

A segunda etapa começou com o Potiguar pressionando o Baraúnas. Aos sete minutos, Ciel recebeu bom passe de Magno, mas finalizou para fora. Em seguida, João Manoel recebeu passe de Jozicley e ficou na frente Érico, mas demorou na finalização. Aos 11, Magno fez boa jogada e cruzou para João Manoel, que desviou para a boa defesa do goleiro Érico.

O Potiguar voltou a criar boas chances no final da partida. Aos 41, Radames fez boa jogada pela esquerda, e de perna direita mandou uma bomba, Érico fez a defesa, na sequência da jogada a zaga do Baraúnas afastou o perigo. Três minutos depois, Carlos Alberto pegou de primeira, mas a bola passou a direita do gol. Final de jogo: Potiguar 1 x 0 Baraúnas.

FICHA TÉCNICA

POTIGUAR 1 x 0 BARAÚNAS

Local: Leonardo Nogueira (Nogueirão), em Mossoró-RN
Horário: 17h
Data: 31 de janeiro de 2016
Árbitro: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro
Auxiliares: Francisco de Assis da Hora e Alex Batista da Silva
Gol: Carlos Alberto aos 27’ do 1ºT
Cartões amarelos: Léo Paulista e Magno (Potiguar); Nildo e Batata (Baraúnas)
Cartão vermelho: Não houve
Renda: R$ 49.120,00
Público pagante: 2.196
Público total: 2.452

Potiguar: Santos; Magno, Anselmo, Ramon e Ciel; Dunga, Jozicley, Vitor Leal (Leo Paulista) (Roberto Baggio) e Radames; João Manoel (Gilkley) e Carlos Alberto. Técnico: Bira Lopes.

Baraúnas: Érico; Victor, Cláudio Baiano e Nildo; Fernandes, Batata, Júnior Borracha; Da Silva e Marquinhos Bahia; Rafinha (Chalerson) (Romário) e Fabinho Cambalhota. Técnico: Givanildo Sales.

Fonte: Site do Potiguar
Por Marcelo Diaz

 

Nenhum comentário :