terça-feira, 3 de março de 2015

MESMO COM VITÓRIA NO CLÁSSICO, 

PAULO MORONI NÃO É MAIS 

TREINADOR DO BARAÚNAS


Mesmo em clima de comemoração após vencer o rival por 2 x 1 no clássico Potiba de ontem, pela sexta rodada do Campeonato Estadual, o Baraúnas teve que lamentar uma baixa nesta segunda-feira, 2. O técnico Paulo Moroni pediu para deixar o clube depois que recebeu uma proposta, considerada por ele mais vantajosa, de um time do futebol piauiense.

De acordo com o treinador, que nesta tarde ainda estava em Mossoró, o assédio ao seu trabalho profissional já vinha acontecendo há algumas semanas. “Há mais de um mês alguns clubes ligavam e eu nunca aceitei conversar até após o jogo contra o Potiguar, quando foi feita uma proposta muito interessante, onde eu não tinha possibilidade nenhuma de negar”, alegou Moroni, que agora vai comandar o time do Piauí.

Em 2015, na sua segunda passagem pelo tricolor, Paulo Moroni comandou o Baraúnas em seis jogos. Foram três vitórias, um empate e duas derrotas. Ele deixa o clube com 10 pontos no primeiro turno do Campeonato Estadual, na quinta posição e com um aproveitamento de 55.6%.

CRÍTICA

Agora fora do Baraúnas, Moroni admite que a estrutura do clube não é a necessária para permitir uma briga justa com os maiores clubes do Estado.

“A estrutura que o Baraúnas montou esse ano não seria a primeiro momento a atingir determinada meta. Era mais para reorganizar o clube e recuperar a imagem, para dar esse apoio ao Baraúnas. Procurei fazer o melhor, mas tem uma hora que a gente tem que pensar na família”.

Quando assumiu a equipe, em dezembro, o técnico já ressaltava as dificuldades estruturais e financeiras do clube para a temporada 2015.


Fonte: Gazeta do Oeste
Por  Ramon Nobre

Nenhum comentário :