quinta-feira, 3 de setembro de 2015

UERN INICIA LIMPEZA DO TERRENO

 PARA O HOSPITAL MATERNO-INFANTIL


A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), iniciou nesta quarta-feira, 02, a limpeza do terreno no Campus Central, onde será construído o Hospital Materno-Infantil, a maior obra de saúde do RN Sustentável, programa do governo do Estado, financiado pelo Banco Mundial. A Prefeitura Municipal de Mossoró (PMM), também participa da parceria, através da Secretaria Municipal de Saúde.

Segundo o assessor de obras da UERN, engenheiro Osmídio Dantas,a Universidade recebeu a licença ambiental da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (SEMURB), para o desmatamento da àrea de 3 hectares onde será construído o Hospital Ensino Materno-Infantil de Mossoró e o serviço foi iniciado imediatamente. Ele explicou que o trabalho foi solicitado pela empresa que executará o projeto. "A empresa já concluiu a fase de estudos iniciais. Essa etapa, que é o levantamento topográfico, já é de execução do projeto", afirma.

A empresa terá um prazo de 6 meses para entregar ao governo do Estado o projeto final. A partir daí, será aberto o processo licitatório para a construção do Hospital que terá cerca de 130 leitos, obstétricos e pediátricos. Serão instalados, ainda, leitos de UTI neonatal; UTI's pediátrica e adulta e leitos canguru.

O Hospital que atenderá à população das regiões oeste e Vale do Açu terá serviços diferenciados como ambiente para tendimento aos casos de violência sexual, casa da gestante, bebê e puérpere e atenção humanizada ao aborto e, ainda, um Banco de Leite Humano.

A gerente do RN Sustentável na àrea de saúde, Ana Pêta, disse que a empresa já apresentou um esboço do projeto à equipe técnica da secretaria de saúde pública (Sesap). "Dia 16, às 16h, o projeto será apresentado ao secretário Ricardo Lagreca e ao reitor Pedro Fernandes", adiantou, acrescendo que dia 11 deste mês, será iniciada a capacitação da primeira turma de Pré-Natal, pela UERN. Ao todo, a Universidade vai capacitar 1.500 servidores estaduais na área de saúde.

Fonte: Assessoria de Comunicação da UERN 

 

Nenhum comentário :