terça-feira, 8 de setembro de 2015

ROBINSON FARIA SENTE A FORÇA

 DO MOVIMENTO GREVISTA DA UERN


O Governador Robinson Faria, hábil em escapar de críticas dos servidores da Uern, que estão em greve há quase 110 dias, não conseguiu se esquivar dos docentes, técnicos e estudantes durante a noite de ontem na Feira Intermunicipal de Educação, Cultura, Turismo e Negócios do Alto Oeste Potiguar (Finecap), realizada na cidade de Pau dos Ferros.

De forma muito semelhante à ex-governadora Rosalba Ciarlini, que levou em Pau dos Ferros uma das maiores vaias de sua carreira política, Robinson foi recepcionado à base de muitos protestos e críticas dos servidores. De acordo com o professor Flaubert Torquato, que esteve na manifestação, o Governador foi pego de surpresa pelos grevistas.

“Aguardávamos o governador, quando o mesmo estava se aproximando da entrada dos stands começamos com nossos apitos e palavras de ordem. Ele veio então em nossa direção. Foram aproximadamente 20 minutos de conversa. Fomos enfáticos nas cobranças pela resolução da greve. Ele falou que o impasse estava perto de ser solucionado. Foi muita pressão”, narrou Flaubert.

Segundo os manifestantes,  Robinson foi questionado sobre o porque de tanta demora em resolver o impasse na Uern. O Governador conversou com os servidores e se comprometeu em resolver a situação. Para o presidente da Associação dos Docentes da Uern (Aduern), Valdomiro Morais, a manifestação provou que o movimento grevista da universidade está mais forte do que nunca e não será vencido pelo cansaço.

“A Uern é uma universidade espalhada pelos quatro cantos deste estado, e em todos estes locais temos docentes, técnicos e estudantes revoltados com a falta de resolução para esse impasse. Robinson tem evitado nos encontrar, mas sabemos que seria difícil se esconder por muito tempo” destacou Valdomiro.

Fonte: Assessoria de Imprensa da UERN
Por Cláudio Palheta Jr. 
 

Nenhum comentário :