terça-feira, 8 de setembro de 2009

O QUE É POLÍTICA CAMBIAL?

Carlos Escóssia

Instrumento da política de relações comerciais e financeiras entre um país e o conjunto dos demais países. Os termos em que se expressa a política cambial refletem as relações vigentes entre os países, com base no desenvolvimento econômico alcançado por eles.

A política cambial é constituída pela administração das taxas (ou taxas múltiplas) de câmbio, pelo controle das operações cambiais, tendo como objetivo central o mercado externo, no sentido de manter equalizado o poder de compra do país em relação aos outros com os quais este mantenha relações de troca.

Da mesma forma que todo bem tem um valor, as moedas nacionais também têm seu valor, seu preço - que é a taxa de câmbio - que expressa o preço da moeda externa em relação à moeda nacional. Se a taxa de câmbio hoje é 2.34 R$/US$, significa dizer que o preço do dólar americano, em termos do real brasileiro, é de R$ 2,34 para cada dólar.

Como todo preço, a taxa de câmbio é basicamente determinada pela “lei da oferta e da procura”. Se a procura é maior que a oferta, o preço do dólar, em reais, sobe. Se a oferta é maior que a procura, consequentemente, o preço cai. São vários os fatores que podem influenciar a oferta/demanda por dólares, daí a dificuldade que os economistas têm em prever o comportamento da taxa de câmbio.

O Banco Central é quem define o que os economistas chamam de política ou regime cambial.
Existem duas políticas cambiais extremas.

Na primeira, chamada de política de câmbio fixo, que é uma taxa com que os países se comprometem a manter o mesmo poder de paridade, comprometendo-se o Banco Central a satisfazer qualquer oferta ou demanda por dólares que o mercado possa necessitar. Isto é, o Banco Central entra no mercado de câmbio e diz que, para ele, o dólar vale dois reais e trinta e quatrocentavos (2.34 R$/US$), e garante a compra ou venda de qualquer quantidade de dólares que o mercado ofertar a esse preço. Neste caso o dólar fica parado em 2.34 R$/US$, porque o Banco Central anula, comprando ou vendendo dólares, qualquer seja a pressão de aumento ou queda de seu preço. A principal vantagem da taxa de câmbio fixo está na integração dos mercados internacionais em uma rede de mercados conexos, que não têm incerteza e nem são especulativos.

O outro tipo de política cambial é definido pela ausência do Banco Central no mercado de câmbio. As taxas flutuam livremente, respondendo aos efeitos da oferta e da procura. Temos, neste caso, o regime de câmbio flutuante, que possibilita o equilíbrio contínuo do balanço de pagamento.

Existe, ainda, um outro tipo de política cambial, que seria intermediária entre o câmbio fixo e o câmbio flutuante, que é a política de bandas câmbio, na qual o Banco Central não define um preço único para o dólar, e sim um intervalo (banda), dentro do qual ele pode flutuar livremente. Se a banda, por exemplo, for fixada entre 2.20 R$/2.50 R$, o Banco Central só entra no mercado se o dólar cair a 2.20 R$, entra comprando dólares, ou subir a 2.50 R$, entra vendendo dólares.

Quando um país, através do seu Banco Central, faz opção por um regime de câmbio fixo ou flutuante, é de suma importância que se tenha uma noção abalizada do valor correto do câmbio para a economia naquele momento. O conhecimento desse valor (que os economistas chamam de câmbio de equilíbrio) é o referencial que pode definir o sucesso de um regime de câmbio fixo, ou mesmo o bom funcionamento de um regime de câmbio flutuante.

16 comentários :

Luciana disse...

Está perfeita a explanação a respeito desse assunto. O entendimento está claro e muito bem colocado neste texto, até mesmo quem não tem muito cnhecimento da área consegue absorver bem as idëais dos planos.
Luciana

Tiago disse...

Bom Dia!
Oi, eu gostária de saber, quais foram as fontes que você retirou esse conteúdo. Tenho um trabalho da faculdade pra fazer e tenho que falar sobre Politica Cambial, se for possivel me manda suas bibliográfias.
E parábens ficou ótimo seu artígo!
Tiago Corrêa
tiagolondrina5@hotmail.com

Naiane disse...

Boa tarde, realmente o seu artigo expressa de maneira clara e objetiva o que é a politica cambial, ficou muito bom , e bem que vc poderia escrever outros sobre a politica monetaria , fiscal,e comerciais

André Fonseca disse...

Parabéns, por tornar um assunto tão complicado para que não é da área, simples e claro.
Estou fazendo um estudo suscinto da Política cambial brasileira em 2009.. Você acha que poderia contribuir com algo?

e-mail:andre0328@hotmail.com

Ana disse...

Parabens!
realmente nunca tinha lido ou escutado uma explicação tão pertinente,
Muuuito bom!
´É possível vc me responder o
que é política cambial e sócial?
Um grande abraço.

Morgana disse...

Caramba!!! Estou fazendo algumas pesquisas sobre economia e todos os textos que eu achei nesse blog diz tudo que preciso! Parabéns...

Anônimo disse...

mt bom

Clarisse disse...

Obrigada pela ajuda. Estou estudando para o concurso do BB/RJ.
Estava com dúvida sobre a P.C flutuante.
Obrigada mesmo!

Anônimo disse...

Boa tarde, eu gostaria de saber como as politicas fiscal, monetaria e cambial podem aumentar o produto agregado, o emprego e controlar a inflação, "de uma forma bem generalizada e resumida";
se puder mande p/ eliaquim_linkin@hotmail.com
por: Eliaquim

Obg. e parabens pelo conteúdo!

Anônimo disse...

Preciso muito para trabalho na faculdade, saber sobre uma atitude e conceitos do governo que pode ser considerada/classificada como política fiscal/monetária/cambial e rendas.
Obrigado

Guilherme disse...

Sr. Carlos Escossia,

Eu faço faculdade de Comercio Exterior na FATEC - Praia Grande, e estudo a disciplina de Teoria e Pratica Cambial. Sua postagem expos muito bem a disciplina, mostrando as teorias mais importantes.

Leonardo disse...

tá bom o caraio, pouco conciso, e confuso, não explica o que realmente tem de ser explicado.

Felipe F. disse...

Parabéns pelo texto, muito informativo e prestativo, me ajudou bastante!
Grato

irene batista disse...

EU TAMBEM COMO MUINTOS ADOREI MUINTO BOM MESMO............a

Direito Nassau disse...

muito bom o texto trabalho na aérea jurídica e compreendi perfeitamente a redação, parabéns.

Cristian disse...

Professor,
Obrigado por partilhar o conhecimento conosco. Parabéns pela iniciativa.
Um forte abraço.

Francival