domingo, 30 de agosto de 2009

O QUE É AGRONEGÓCIO?

Carlos Escóssia


Segundo o economista Carlos José Caetano, o termo agronegócio, refere-se ao conjunto de atividades vinculadas com a agropecuária. Em outras palavras, podemos conceituar o agronegócio como a somatória das operações de produção, circulação e distribuição de suprimentos agrícolas, englobando também o conjunto de todas as operações da agricultura e dos negócios, desde os investimentos na pesquisa, envolvendo os setores de produção, processamento e comercialização, até o consumo final.


Atualmente o agronegócio é o mais importante setor da economia do país, representando 27% do nosso Produto Interno Bruto - PIB, gerando 37% dos empregos e respondendo por mais de 40% das nossas exportações. Hoje, o agro-negócio é um setor da nossa economia com superávit na balança comercial. Temos 56 milhões de hectares cultivados e 220 milhões de hectares de pastagens, entre naturais e cultivadas. Existem aproximadamente 4,9 milhões de estabelecimentos rurais, cerca de 60% pertencente à agricultura tradicional, com pouca utilização da tecnologia, enquadrando-se nesse modelo as empresas familiares. Somos o maior produtor mundial de café, de açúcar e de suco de laranja. Somos também o maior exportador mundial de café, açúcar e carne bovina e caminhamos para nos consolidar como maior exportador do completo soja.


Tudo isso implica uma real possibilidade do crescimento do agronegócio no Brasil, tendo em vista ser esse setor eficiente e competitivo, se constituindo numa atividade próspera, segura e rentável, respondendo nos dias atuais por um, em cada três reais gerados no país. Para ser viabilizado um crescimento com eficiência neste setor, haja vista o potencial demandado, uma série de ações devem ser urgentemente implementadas.


Em nível externo, é fundamental a ampliação da nossa inserção no mercado internacional, estabelecendo parceria com países que representem interesse estratégico para o Brasil. Na área interna, é urgente se dar andamento às reformas. Nas questões setoriais, a política de crédito rural deve garantir tanto a produção como a comercialização, sobretudo do cooperativismo, sempre levando em consideração o conceito de cadeia produtiva.


Em nível local, é de fundamental importância que, além de apoiar os diversos eventos que venham promover o agronegócio local, como as feiras que se realizam na cidade, buscar outras iniciativas, a partir da mobilização das entidades, dos empresários e interessados no agronegócio como um todo. Uma grande contribuição que a atual prefeita Fátima Rosado, poderia dar para o agronegócio da nossa região, seria dotar o município de uma Patrulha Mecanizada como forma de priorizar a pequena produção, de modo a superar a principal dificuldade que é o trato da terra e para que nenhum produtor deixe de produzir e gerar emprego e renda, porque faltou um trator, uma semeadeira ou uma colheitadeira. Outra grande iniciativa seria o Poder Público Municipal, desenvolver um pólo para a instalação de novos projetos de fruticultura para pequenos produtores, oportunizando o desenvolvimento dessa atividade econômica já consolidada em nossa região, além de apoiar o escoamento dessa produção, através do incentivo à criação de uma Central de Comercialização do Pequeno Produtor.


Todos esses fatores são indispensáveis ao desenvolvimento e futuro do agronegócio, levando-se sempre em consideração o fato de que o que diferencia um país desenvolvido de um país não desenvolvido é exatamente o seu grau de organização social. Quanto mais organizada a sociedade, mais transparente, democrática e capaz de enfrentar desafios ela será.


GLOSSÁRIO

PIB – Produto Interno Bruto é a soma de toda riqueza produzida por um país.


Balança Comercial – Relação entre as exportações e importações de um país. Quando o valor das exportações excede as das importações, o país apresenta um superávit e o país é credor do estrangeiro. Quando ao contrário as importações superam as exportações, o país está em divida com o estrangeiro e apresenta um déficit em sua balança comercial.


Cooperativismo – Doutrina que tem por objetivo a solução de problemas sociais por meio da criação de comunidades de cooperação. Tais comunidades seriam formadas por indivíduos livres, que se encarregariam da gestão da produção e participariam igualitariamente dos bens produzidos em comum.


Cadeia Produtiva – Pode ser definido como sendo uma seqüência de setores econômicos, unidos entre si por relações de compra e venda, existindo uma divisão de trabalho entre esses setores, cada um realizando uma etapa do processo de transformação. No caso especifico do setor industrial, a cadeia produtiva tem significado de uma seqüência de etapas sucessivas pela qual passam e vão sendo transformados os diversos materiais.


Demanda – Na teoria microeconômica, a demanda (ou procura) é a quantidade de um bem ou serviço que um consumidor deseja e está disposto a adquirir por um determinado preço e determinado momento.


Agropecuária – Teoria e prática da agricultura e da pecuária, nas suas relações mútuas.

14 comentários :

Anônimo disse...

Quando colocar textos importantes, especialmente com dados numéricos, interessante colocar a fonte de tais dados (autor, ano).

Anônimo disse...

De onde é o economista Carlos José Caetano? De alguma entidade governamental?
De onde tirou que "Atualmente o agronegócio é o mais importante setor da economia do país, representando 27% do nosso Produto Interno Bruto - PIB" etc.?

Carlos Escóssia disse...

Caro amigo anônimo, gostei muito da sua observação, ela é procedente.
O economistas Carlos José Caetano é pós-doutor em economia pela University of Illinois at Urbana-Champaign, livre-docente pela ESALQ/USP, Doutor em economia pela FEA/USP e bacharel em Ciências Econômicas pela Universidade Federal de Minas Gerais.
Amigo anônimo, foi muito válida a sua observação, da próxima vez se identifique, pois tenho ralado muito para tirar esse blog da clandestinidade e torná-lo legal, oficial e dentro da legalidade.
Um grande abraço.

Amanda disse...

Sr. Carlos..
gostaria de parabenizá-lo pela execente qualidade de abordagem dos assuntos aqui em seu blog...estes estão sendo de muita valia para minha formação acadêmica...
Mais uma vez, parabéns.

Anônimo disse...

na verdade eu gostaria de saber em q mundo vive esse anonimo q nao sabe nem o q é um agroneocio!!!! parabens Escóssia gostei muito da sua abordagem

João Loreto disse...

Amigo Carlos vou apresntar nos próximos dias um trabalho sobre Programa de Gestão da Segurança e Saúde no Trabalho Rural - PGSSTR e na introdução faço uma apresentação do agronegócio no Brasil.
A produção agrícola nacional cersceu de 1996 a 2006 95.9% enquanto a área plantada 24,2%, assumindo um valor nominal de 108 bilhões em 2006.Em 2007 foram produzidas 133, 1 milhões de toneledas, sendo superada em 2008 em 9,55% passando a produzir 145,8 milhões de toneledas. No ano de 2009 ocorreu uma queda de produção para 134 milhões de toneladas, motivda pela crise mundial e por uma seca que atingiu a região Sul. Para a safra de grãos, leguminosas e oleaginosas em 2010 esta sendo projetada um novo aumento para 145,5 milhões de toneledas. Neste momento o brasil é o maior exportador mundial de alimentos.
Um grande abraço.
João Loreto

rafaelmontovanelli disse...

muito bom, ajudou bastante!!!

quem faz crítica não sabe oq escreve!!!!!!

Stefany disse...

Ola Carlos, eu tenho uma duvida, preciso elaborar um trabalho (parecido com um TCC) sobre agronegocio, pesquisei sobre AÇO que é um tema pelo qual me interesso muito, ele se adequa para um trabalho de agronegocio?
meu e-mail particular é
aparecida.stf@gmail.com e acesso com frequencia, se o senhor tiver como responder via e-mail tambem ficarei grata
Att, Stefany

cilonflores disse...

Agronegócio é tudo aquilo que vem da terra, mas somente exploração pelo homem. Portanto, os recursos minerais estão fora. Já os recursos da água podem formar um agronegócio. Acho muito boa a afirmação do economista que diz ser aprox. 27% do pib formado pelo agronegócio. Acho que ainda é pouco, eu colocaria muito mais a percentagem. Considero que a maior parte da economia provem do agronegócio. Um país só é forte se tiver um agronegócio de qualidade e muito forte. Certos países que não vivem deste setor, sentem o atraso e fome à sua volta. O homem tem que trabalhar a terra para sobreviver.Se pensarmos um pouco, a alimentação é primordial ao ser humano. Tudo vem da terra. Hoje até as habitações chamadas ecológicas são fruto de um agronegócio. Essa palavra é muito grande. País como EUA têm um forte agronegócio e é por isso muito forte. Já H.Ford em sua teoria : terra-trabalho e capital, nos ensina isso. Assim o governo deveria lembrar.Nosso país é grande porque é também um grande no agronegócio. Vamos então promover cada vez mais ações para que o homem não abandone o campo.Prestigiando essa ideia,valorizando as ações do campo,teremos um país potente no foco internacional. Mas que nossos produtos agropecuários sejam processados aqui e não exportados. Teremos emprego,impostos e uma balança comercial muito favorável. Alimentos e tecnologias do campo, isso basta para sermos grandes. Mais atenção ao campo e lavoura!

Anônimo disse...

Ainda assim, com pós doutorado, o anônimo tem razão. Ao mencionar dados, deve citar a fonte, afinal, acredito que ele não inventou isso. Assim, de onde veio? IBGE? MAPA?

Anônimo disse...

QUAL O MELHOR REGIÃO PARA O TRABALHO DO TECNICO EM AGRONEGOCIO?

Patrícia disse...

Olá meu nome é Patrícia, e eu sou estudante do curso de Tecnologia em Agronegócio. Será que eu poderia entrar em contato com o Sr. por email ou por telefone? meu email é patriciajeanefaec@hotmail.com
aguardo sua resposta. grata.

Jane blessed disse...

Ola, Sou Jane Silva, estudante de Comércio exterior no RN, gostaria de entrar em contato , pois estou escrevendo um artigo sobre o agronegocio, exportações de melão do estado e a influencia do cambio e suas variações no setor. Meu contato é: jane_glad@hotmail.com e serei grata se houver retorno.

Raquel Fatima disse...

Boa tarde. Estou escrevendo um artigo sobre o Agronegócio no Brasil e gostaria de cita lo